Tradução juramentada, livre e interpretação: conheça perfis de tradutores

BLOG DE TRADUÇÃO

Tradução juramentada, tradução livre e interpretação: conheça alguns perfis de tradutores que trabalham na Suíça, país com alta demanda de traduções

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Tradução juramentada na Suíça - Por Korn Traduções

Suíça: alta demanda por tradução juramentada e livre

A Suíça tem 8.3 de milhões habitantes e 4 línguas oficiais: alemão, italiano, francês e reto-romano. O inglês, embora não seja um idioma oficial, também é bastante presente no país. Além disso, vale considerar que 25% da população é composta por imigrantes e, portanto, falam seus próprios idiomas nativos. Sem esquecer que o país é sede das Nações Unidas, de agências governamentais e de ONGs. Nesse contexto, fica fácil adivinhar que o país tem boas oportunidades para tradutores e intérpretes profissionais e que a demanda por tradução juramentada e tradução livre é alta.

Nesse site, Bill Harby apresenta quatro perfis de tradutores que moram na Suíça.

Abaixo, apresentamos algumas caraterísticas de cada um deles. Veja:

• Patrick Lehner – tradução juramentada:

Tradutor juramentado – também chamado de tradutor público – é o profissional de tradução habilitado em um ou mais idiomas estrangeiros, nomeado e matriculado na junta comercial do seu estado de residência após aprovação em concurso público. Apenas tradutores profissionais que atendam a esses requisitos podem realizar tradução juramentada.

Na matéria, o autor apresenta o francês Patrick Lehner: tradutor juramentado certificado, cujas traduções juramentadas são reconhecidas oficialmente na maioria dos tribunais da Suíça e da Europa.

A maior parte da demanda de Lehner envolve traduções para o francês, sua língua nativa. Os documentos originais, necessariamente, precisam estar em inglês ou em alemão.

Desde 1982, ele vive na Suíça e trabalha como freelancer para escritórios de advocacia, bancos, governo, contabilidade, entre outros.

• Nigel Cave – marketing, professor e tradutor

Nigel Cave não realiza tradução juramentada por não ter a certificação necessária. No entanto, é um profissional com mestrado em línguas modernas pela Universidade de Oxford, tendo fluência em francês e em alemão, além de conhecimento em espanhol.

Com frequência, é questionado por não ser tradutor juramentado, mas, segundo ele, o fato de não ter a certificação não o faz perder muitos trabalhos: “Se você fizer um bom trabalho, os clientes vão lhe procurar de novo”. Lembrando que, embora as traduções de tradutores não juramentados possam ser de excelente qualidade, elas não são reconhecidas oficialmente.

Um de seus principais clientes é o conselho de artes da Confederação Suíça – Pro Helvetia, onde as traduções costumam acontecer do alemão e do francês para o inglês.

• Richard Cole – literatura francesa e tradutor

Ao contrário da opinião da maioria, Richard Cole não se mostra favorável à expansão do inglês na Suíça, afirmando ser “um empobrecimento cultural e político para o país.”

Natural de Chicago, o envolvimento com idioma começou em casa. Sua mãe, suíça-alemã, falava o dialeto suíço-alemão, assim como a sua avó materna.

Na escola, quando precisou escolher entre francês e espanhol, optou pelo primeiro idioma, graduando-se, mais tarde, em literatura francesa. Já em Genebra, recebeu o diploma da Escola de Tradução e Interpretação.

Morando na Suíça há 30 anos, Cole trabalha com traduções de roteiros, brochuras, biografias de artistas e outros materiais do francês, alemão, italiano e espanhol para o inglês, seu idioma nativo.

• Diana Linder – intérprete

Diana Linder é natural da Alemanha e considera que “agora, meu francês é como minha língua materna, tal qual o alemão”.

Ao contrário dos profissionais de tradução citados acima, Diana trabalha como intérprete, ou seja, realiza traduções verbais.

O foco do seu trabalho está em conferências internacionais de diversos segmentos: medicina, governo, comércio, entre outros.

Ela possui fluência em inglês e diploma de bacharel em francês e alemão, além de certificado em interpretação.

O que os tradutores acima têm em comum?

Tradução juramentada, tradução livre, interpretação. Os quatro tradutores citados acima possuem diferentes focos de trabalho. Mas é necessário ressaltar os pontos em comum: todos são tradutores profissionais, certificados e fluentes em um ou mais idiomas, o que garante trabalhos e entregas de qualidade.

Aqui no Brasil, precisando de traduções juramentadas, jurídicas ou financeiras, conte com a Korn Traduções: nossa equipe é formada por tradutores juramentados e outros profissionais, experientes e especializados. Korn TraduçõesA sua empresa de tradução![:]

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Korn Traduções

Korn Traduções

Últimos Posts

Siga

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email