BLOG DE TRADUÇÃO

Tradução automática: entenda como funciona e principais cuidados necessários

Com o avanço da tecnologia e da internet, a tradução automática tem sido cada vez mais usada para buscar palavras e frases em diversos idiomas. O Google Tradutor é uma das ferramentas mais conhecidas de tradução automática, mas você sabe como funciona e os principais cuidados necessários? Entenda neste post da Korn.

O que é a tradução automática

Por meio da inteligência artificial e do deep learning, a tradução automática, conhecida em inglês como Machine Translation (MT), é o método que utiliza recursos tecnológicos para traduzir de forma automatizada o idioma de um texto ou palavra. 

Empresas de tecnologia como Google e Facebook investiram recentemente na chamada tradução automática neural, ou Neural Machine Translation (NMT). Esse tipo de tradução automatizada de idiomas funciona como a estrutura de um cérebro humano. 

As redes neurais artificiais processam e analisam os dados para identificar padrões e regularidades e, assim, otimizar a entrega dos resultados das traduções. Antes dessa tecnologia, era mais comum a tradução de sentenças ou “palavra por palavra”, que resultava em traduções desconexas e ineficazes. 

Tradução automática deve ser usada com cautela

A tradução automática pode ser útil em casos muito específicos, mas não é a solução para a tradução de textos com qualidade. Esse tipo de trabalho exige o desempenho de tradutores profissionais qualificados e experientes.

O conhecimento linguístico humano é construído com base em estudos não apenas dos idiomas, mas também da cultura de cada língua. A tradução humana captura fielmente o significado do texto original, levando em consideração o contexto, a área de conhecimento, a terminologia específica e demais recursos linguísticos exigidos em um serviço profissional. 

Por mais que a tradução automática seja avançada, a linguagem humana tem inúmeras regras e peculiaridades que tornam os tradutores humanos indispensáveis nesse processo. 

E quanto mais especializada for a tradução, maior a interferência humana necessária. A tradução jurídica e a tradução financeira ilustram bem a necessidade não só de tradutores humanos, como de tradutores especializados em áreas específicas.

Tradutor, revisor e pós-editor

É interessante observar as diferenças entre os diversos profissionais da tradução. Embora o mesmo profissional possa efetuar serviços de tradução, revisão e pós-edição, cada um deles possui suas próprias habilidades e preferências. Alguns preferem atuar somente com tradução humana; outros gostam de revisar trabalhos já traduzidos; e, finalmente, há profissionais especialmente capacitados para pós-editar textos traduzidos por máquina. Mas, em todos os casos, aliar as habilidades cognitivas humanas às novas tecnologias pode ser muito benéfico. É por isso que Korn Traduções trabalha com os melhores recursos humanos e as melhores ferramentas tecnológicas em prol da excelência dos textos traduzidos. 

“Uma boa empresa de tradução costuma aconselhar seus clientes quanto aos diferentes tipos de tradução e de ferramentas disponíveis, dependendo do uso pretendido de cada texto, seja ela tradução juramentada, tradução livre, revisão ou pós-edição de tradução de máquina”, pontua Célia Korn, sócia da Korn Traduções.

Os tradutores automáticos podem ser práticos para identificar palavras “soltas” ou frases curtas e simples, o que ajuda a entender superficialmente o contexto de um texto. Porém, há traduções mais específicas, com terminologia própria e expressões idiomáticas que podem causar erros e confusões no momento de traduzir. 

Principais erros da tradução automática

Um relatório do Núcleo Interinstitucional de Linguística Computacional da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e Universidade Estadual Paulista (UNESP) mostrou que a qualidade da tradução automática como produto final ainda não atingiu os patamares desejados. 

Em uma análise de sistemas automatizados de tradução existentes para o português do Brasil, o estudo mostra que as sentenças incorretamente traduzidas ultrapassam 50% do total. O relatório afirma que as referidas traduções automáticas precisam passar por um processo de pós-edição para que se tornem mais inteligíveis.

O estudo ainda reúne alguns exemplos de categorias de erros linguísticos causados pelas ferramentas automáticas de tradução, entre elas:

  • Ortográfico (ex.: pontuação e acento)
  • Morfológico (ex.: concordância nominal e verbal)
  • Lexical (ex.: palavras incorretamente traduzidas, não traduzidas)
  • Semântico (ex.: polissemia, homonímia, expressões incorretas) 
  • Sintático (ex.: artigo ausente ou extra, erros em preposições)

Erros em tradução automática causam constrangimento

Recentemente, um caso envolvendo a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), estatal que produz e divulga notícias, foi motivo de preocupação devido à tradução automática de reportagens em inglês e espanhol. A EBC recorreu ao Google Tradutor após os tradutores profissionais da empresa entrarem em greve.

O uso da ferramenta de tradução automática, sem a devida pós-edição por tradutores profissionais e humanos, acabou causando erros e prejudicando a credibilidade da empresa e de suas notícias. 

Em um dos casos, o título do texto em português “CNI: sete em cada 10 indústrias têm dificuldades para comprar insumo” foi traduzido em inglês para “CNI: seven out of 10 industries have difficulty buying input”. Porém, neste contexto, “input” não quer dizer “insumo”. A confusão se repete na reportagem, inclusive em um dos intertítulos.

Em um manifesto, os tradutores da empresa criticaram o trabalho realizado pela ferramenta automática por desqualificar o setor responsável há anos pela seleção, contextualização, preparação e tradução de matérias em inglês e espanhol. Por isso, é fundamental avaliar caso a caso antes de recorrer à tradução automática.

Conte com a Korn Traduções 

A Korn Traduções é uma empresa que acredita na inovação como um importante vetor para o atendimento das necessidades da população e das empresas. Estamos sempre acompanhando as tecnologias de machine learning para usá-las em prol dos serviços e produtos já oferecidos com excelência pela empresa. 

A automação da tradução é um avanço, mas precisamos adotar alguns cuidados. A tradução automática deve ser acompanhada por uma rigorosa observância humana, garantindo não só agilidade na tradução, mas também precisão e lógica.

Como funciona a tradução automática? Como traduzir livros automaticamente? Como colocar o Google Tradutor para traduzir automaticamente no celular? Como traduzir vídeos automaticamente? Estas e outras perguntas você encontra aqui. 

Para traduções livres ou juramentadas, conte com a Korn! 
Korn Traduções: a sua empresa de tradução, há 30 anos prestando serviços de tradução juramentada e livre. Somos uma das 10 principais empresas prestadoras de serviço linguístico da América Latina e Caribe (Common Sense Advisory/CSA Research). Solicite um orçamento

Korn Traduções

Korn Traduções

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.