Nove dicas para aperfeiçoar a escrita

Escrita: ferramenta  de trabalho do tradutor

Com frequência nos perguntam quais os requisitos para o exercício da função de tradutor. É necessário formação em Letras ou em cursos de Tradução e Interpretação? Não é imprescindível, mas realmente faz diferença, já que a tradução é uma técnica a ser aprendida e desenvolvida. Porém, conhecemos grandes tradutores com formação diferente; alguns provenientes da área de engenharia, do segmento médico/farmacêutico e de diversas outras áreas do conhecimento humano. E que demonstram excelência na tradução técnica, na tradução médica ou na tradução financeira. Os próprios tradutores juramentados possuem diferentes backgrounds. Mas, obviamente, o profissional, além de ter fluência em um segundo idioma, precisa dominar a língua nativa. Ele deve falar e escrever com desenvoltura, conhecer a norma culta, a gramática e a ortografia. Abaixo, damos algumas dicas para quem deseja se aperfeiçoar na escrita:

– Leia

Não importa o assunto, pode ser gibis, notícias, artigos ou livros. O importante é estar em contato com textos bem desenvolvidos e que utilizem corretamente a gramática. Isso fará com que o cérebro absorva a grafia correta das palavras, além das pontuações e estilo de escrita, tornando mais fácil o ato de escrever.

– Antes de começar a escrever, organize-se

Diversas ideias ocupam a nossa mente, mas elas podem se perder quando começamos a colocá-las no papel. Para evitar essa dispersão, organize-as em tópicos antes de começar a escrever. Isso fará com que o texto possa ser desenvolvido com calma, sabendo que as ideias principais estão registradas.

– Comece a escrever

Em muitos casos, a parte mais difícil é começar. Muito provavelmente, durante o desenvolvimento do texto, ideias irão surgir e parágrafos serão modificados. Mas isso só acontecerá porque o texto está tomando forma. Então, a dica é: comece a escrever.

– Tenha uma gramática e um dicionário por perto

É comum que surjam dúvidas gramaticais e/ou ortográficas durante o desenvolvimento de um texto. Por isso, é importante que se tenha por perto, pelo menos, uma gramática e um dicionário, que podem ser impressos ou virtuais. Se não for possível consultar nenhum dois, o ideal é que a palavra ou frase seja substituída por outra que traga mais segurança. Mas lembre-se de, mais tarde, esclarecer suas dúvidas. Elas te levarão ao aprendizado.

– Evite repetir palavras, isso torna o texto cansativo

Ao perceber a repetição de determinada palavra, é indicado procurar sinônimos para substituí-la ao longo do texto ou analisar a necessidade de repeti-la diversas vezes. Em alguns casos, a palavra pode ser ocultada ou substituída por pronomes.

– Use palavras de transição para conectar suas ideias

Para que um texto seja interessante de ler, ele precisa apresentar um raciocínio lógico, tendo conexão de ideias e relação entre os parágrafos. Utilizar palavras de transição são bastante úteis para esse processo.

Alguns exemplos: Dessa forma, igualmente, logo, enfim, então, por isso, ao mesmo tempo, por outro lado etc.

– Espere algumas horas e releia o que escreveu

Quando terminamos de escrever, nosso cérebro está viciado no texto, fazendo com que erros ou frases não muito claras passem despercebidos. Por esse motivo, é importante esperar algumas horas para reler o texto, garantindo que a revisão seja mais efetiva.

– Peça para alguém revisar o texto. Depois, analise o que errou

Com o texto finalizado e a releitura feita, o último passo é pedir para que alguém leia, revise e opine sobre o que está escrito. Esse é um ótimo exercício para identificar se as ideias expostas estão gerando a interpretação correta. É importante considerar, também, as correções e opiniões negativas; só assim será possível melhorar em uma próxima vez.

– Continue escrevendo

Só a prática irá melhorar a escrita. E só os erros irão levar ao aprendizado. Então, não desista. Continue escrevendo!

dicas-para-aperfeicoar-escrita
O tradutor, além de ter fluência em um segundo idioma, precisa dominar a língua nativa. Ele deve falar e escrever com desenvoltura, conhecer a norma culta, a gramática e a ortografia.

[:en]Com frequência nos perguntam quais os requisitos para o exercício da função de tradutor. É necessário formação em Letras ou em cursos de Tradução e Interpretação? Não é imprescindível, mas realmente faz diferença, já que a tradução é uma técnica a ser aprendida e desenvolvida. Porém, conhecemos grandes tradutores com formação diferente; alguns provenientes da área de engenharia, do segmento médico/farmacêutico e de diversas outras áreas do conhecimento humano. E que demonstram excelência na tradução técnica, na tradução médica ou na tradução financeira. Os próprios tradutores juramentados possuem diferentes backgrounds.

Mas, obviamente, o profissional, além de ter fluência em um segundo idioma, precisa dominar a língua nativa. Ele deve falar e escrever com desenvoltura, conhecer a norma culta, a gramática e a ortografia. Abaixo, damos algumas dicas para quem deseja se aperfeiçoar na escrita:

– Leia

Não importa o assunto, pode ser gibis, notícias, artigos ou livros. O importante é estar em contato com textos bem desenvolvidos e que utilizem corretamente a gramática. Isso fará com que o cérebro absorva a grafia correta das palavras, além das pontuações e estilo de escrita, tornando mais fácil o ato de escrever.

– Antes de começar a escrever, organize-se

Diversas ideias ocupam a nossa mente, mas elas podem se perder quando começamos a colocá-las no papel. Para evitar essa dispersão, organize-as em tópicos antes de começar a escrever. Isso fará com que o texto possa ser desenvolvido com calma, sabendo que as ideias principais estão registradas.

– Comece a escrever

Em muitos casos, a parte mais difícil é começar. Muito provavelmente, durante o desenvolvimento do texto, ideias irão surgir e parágrafos serão modificados. Mas isso só acontecerá porque o texto está tomando forma. Então, a dica é: comece a escrever.

– Tenha uma gramática e um dicionário por perto

É comum que surjam dúvidas gramaticais e/ou ortográficas durante o desenvolvimento de um texto. Por isso, é importante que se tenha por perto, pelo menos, uma gramática e um dicionário, que podem ser impressos ou virtuais. Se não for possível consultar nenhum dois, o ideal é que a palavra ou frase seja substituída por outra que traga mais segurança. Mas lembre-se de, mais tarde, esclarecer suas dúvidas. Elas te levarão ao aprendizado.

– Evite repetir palavras, isso torna o texto cansativo

Ao perceber a repetição de determinada palavra, é indicado procurar sinônimos para substituí-la ao longo do texto ou analisar a necessidade de repeti-la diversas vezes. Em alguns casos, a palavra pode ser ocultada ou substituída por pronomes.

– Use palavras de transição para conectar suas ideias

Para que um texto seja interessante de ler, ele precisa apresentar um raciocínio lógico, tendo conexão de ideias e relação entre os parágrafos. Utilizar palavras de transição são bastante úteis para esse processo.

Alguns exemplos: Dessa forma, igualmente, logo, enfim, então, por isso, ao mesmo tempo, por outro lado etc.

– Espere algumas horas e releia o que escreveu

Quando terminamos de escrever, nosso cérebro está viciado no texto, fazendo com que erros ou frases não muito claras passem despercebidos. Por esse motivo, é importante esperar algumas horas para reler o texto, garantindo que a revisão seja mais efetiva.

– Peça para alguém revisar o texto. Depois, analise o que errou

Com o texto finalizado e a releitura feita, o último passo é pedir para que alguém leia, revise e opine sobre o que está escrito. Esse é um ótimo exercício para identificar se as ideias expostas estão gerando a interpretação correta. É importante considerar, também, as correções e opiniões negativas; só assim será possível melhorar em uma próxima vez.

– Continue escrevendo

Só a prática irá melhorar a escrita. E só os erros irão levar ao aprendizado. Então, não desista. Continue escrevendo!

dicas-para-escrever-bem
O tradutor, além de ter fluência em um segundo idioma, precisa dominar a língua nativa. Ele deve falar e escrever com desenvoltura, conhecer a norma culta, a gramática e a ortografia.

[:es]Com frequência nos perguntam quais os requisitos para o exercício da função de tradutor. É necessário formação em Letras ou em cursos de Tradução e Interpretação? Não é imprescindível, mas realmente faz diferença, já que a tradução é uma técnica a ser aprendida e desenvolvida. Porém, conhecemos grandes tradutores com formação diferente; alguns provenientes da área de engenharia, do segmento médico/farmacêutico e de diversas outras áreas do conhecimento humano. E que demonstram excelência na tradução técnica, na tradução médica ou na tradução financeira. Os próprios tradutores juramentados possuem diferentes backgrounds.

Mas, obviamente, o profissional, além de ter fluência em um segundo idioma, precisa dominar a língua nativa. Ele deve falar e escrever com desenvoltura, conhecer a norma culta, a gramática e a ortografia. Abaixo, damos algumas dicas para quem deseja se aperfeiçoar na escrita:

– Leia

Não importa o assunto, pode ser gibis, notícias, artigos ou livros. O importante é estar em contato com textos bem desenvolvidos e que utilizem corretamente a gramática. Isso fará com que o cérebro absorva a grafia correta das palavras, além das pontuações e estilo de escrita, tornando mais fácil o ato de escrever.

– Antes de começar a escrever, organize-se

Diversas ideias ocupam a nossa mente, mas elas podem se perder quando começamos a colocá-las no papel. Para evitar essa dispersão, organize-as em tópicos antes de começar a escrever. Isso fará com que o texto possa ser desenvolvido com calma, sabendo que as ideias principais estão registradas.

– Comece a escrever

Em muitos casos, a parte mais difícil é começar. Muito provavelmente, durante o desenvolvimento do texto, ideias irão surgir e parágrafos serão modificados. Mas isso só acontecerá porque o texto está tomando forma. Então, a dica é: comece a escrever.

– Tenha uma gramática e um dicionário por perto

É comum que surjam dúvidas gramaticais e/ou ortográficas durante o desenvolvimento de um texto. Por isso, é importante que se tenha por perto, pelo menos, uma gramática e um dicionário, que podem ser impressos ou virtuais. Se não for possível consultar nenhum dois, o ideal é que a palavra ou frase seja substituída por outra que traga mais segurança. Mas lembre-se de, mais tarde, esclarecer suas dúvidas. Elas te levarão ao aprendizado.

– Evite repetir palavras, isso torna o texto cansativo

Ao perceber a repetição de determinada palavra, é indicado procurar sinônimos para substituí-la ao longo do texto ou analisar a necessidade de repeti-la diversas vezes. Em alguns casos, a palavra pode ser ocultada ou substituída por pronomes.

– Use palavras de transição para conectar suas ideias

Para que um texto seja interessante de ler, ele precisa apresentar um raciocínio lógico, tendo conexão de ideias e relação entre os parágrafos. Utilizar palavras de transição são bastante úteis para esse processo.

Alguns exemplos: Dessa forma, igualmente, logo, enfim, então, por isso, ao mesmo tempo, por outro lado etc.

– Espere algumas horas e releia o que escreveu

Quando terminamos de escrever, nosso cérebro está viciado no texto, fazendo com que erros ou frases não muito claras passem despercebidos. Por esse motivo, é importante esperar algumas horas para reler o texto, garantindo que a revisão seja mais efetiva.

– Peça para alguém revisar o texto. Depois, analise o que errou

Com o texto finalizado e a releitura feita, o último passo é pedir para que alguém leia, revise e opine sobre o que está escrito. Esse é um ótimo exercício para identificar se as ideias expostas estão gerando a interpretação correta. É importante considerar, também, as correções e opiniões negativas; só assim será possível melhorar em uma próxima vez.

– Continue escrevendo

Só a prática irá melhorar a escrita. E só os erros irão levar ao aprendizado. Então, não desista. Continue escrevendo!

dicas-para-escrever-bem
O tradutor, além de ter fluência em um segundo idioma, precisa dominar a língua nativa. Ele deve falar e escrever com desenvoltura, conhecer a norma culta, a gramática e a ortografia.

[:]

Korn Traduções

Korn Traduções

Agilidade, Segurança e Qualidade. CONHEÇA NOSSO PROCESSO Anexe seus documentos e escolha o tipo de serviço que deseja.

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.