Início » Blog de Tradução » Língua Portuguesa » Gramática da língua portuguesa: cuidado para não escorregar

Gramática da língua portuguesa: cuidado para não escorregar

Gramática da língua portuguesa – conheça!

Pontuação, acentuação, grafia, conjugação de verbo, plural, singular… a gramática da língua portuguesa, para muitos, significa situação de perigo. A reforma ortográfica fez com que até os mais familiarizados com o idioma escorregassem em determinadas situações, como acentuação e utilização do hífen.

Além disso, diversas regras gramaticais apresentam exceções, isso significa que não basta decorá-las – é preciso criar o hábito da leitura, seja de revistas, portais da internet, livros ou gibis, desde que bem escritos. Assim, mantendo contato com a escrita correta, mais do que decorar, aprende-se o português.

hábitos tão usuais de linguagem que, se não forem analisados, passam despercebidos até mesmo para aqueles que têm boa redação. É o caso da frase “seja isso ou aquilo”. Tão comum de se falar, mas não correta. E por quê? Porque o termo “seja” não pode ser utilizado sozinho, precisando ser repetido na frase. Dessa forma, a maneira correta seria “Seja isso, seja aquilo”.

Outro deslize comum é confundir as frases “ir de encontro a” e “ir ao encontro de”. Embora sejam muito parecidas, seus significados não só são diferentes, como opostos – a primeira, expressa discordância, enquanto a segunda, concordância.

erros-gramaticais
Para não escorregar no português, mais do que decorar as regras gramaticais, é necessário criar o hábito da leitura.

Mas não são só esses dois exemplos que causam confusão. A Korn Traduções separou uma matéria que mostra sete erros gramaticais comuns, explicando cada um deles.

Acesse o link e conheça todos os casos: http://bit.ly/1gjWY62[:en]Pontuação, acentuação, grafia, conjugação de verbo, plural, singular… a gramática da língua portuguesa, para muitos, significa situação de perigo. A reforma ortográfica fez com que até os mais familiarizados com o idioma escorregassem em determinadas situações, como acentuação e utilização do hífen.

Além disso, diversas regras gramaticais apresentam exceções, isso significa que não basta decorá-las – é preciso criar o hábito da leitura, seja de revistas, portais da internet, livros ou gibis, desde que bem escritos. Assim, mantendo contato com a escrita correta, mais do que decorar, aprende-se o português.

hábitos tão usuais de linguagem que, se não forem analisados, passam despercebidos até mesmo para aqueles que têm boa redação. É o caso da frase “seja isso ou aquilo”. Tão comum de se falar, mas não correta. E por quê? Porque o termo “seja” não pode ser utilizado sozinho, precisando ser repetido na frase. Dessa forma, a maneira correta seria “Seja isso, seja aquilo”.

Outro deslize comum é confundir as frases “ir de encontro a” e “ir ao encontro de”. Embora sejam muito parecidas, seus significados não só são diferentes, como opostos – a primeira, expressa discordância, enquanto a segunda, concordância.

erros-gramaticais
Para não escorregar no português, mais do que decorar as regras gramaticais, é necessário criar o hábito da leitura.

Mas não são só esses dois exemplos que causam confusão. A Korn Traduções separou uma matéria que mostra sete erros gramaticais comuns, explicando cada um deles.

Acesse o link e conheça todos os casos: http://bit.ly/1gjWY62[:es]Pontuação, acentuação, grafia, conjugação de verbo, plural, singular… a gramática da língua portuguesa, para muitos, significa situação de perigo. A reforma ortográfica fez com que até os mais familiarizados com o idioma escorregassem em determinadas situações, como acentuação e utilização do hífen.

Além disso, diversas regras gramaticais apresentam exceções, isso significa que não basta decorá-las – é preciso criar o hábito da leitura, seja de revistas, portais da internet, livros ou gibis, desde que bem escritos. Assim, mantendo contato com a escrita correta, mais do que decorar, aprende-se o português.

hábitos tão usuais de linguagem que, se não forem analisados, passam despercebidos até mesmo para aqueles que têm boa redação. É o caso da frase “seja isso ou aquilo”. Tão comum de se falar, mas não correta. E por quê? Porque o termo “seja” não pode ser utilizado sozinho, precisando ser repetido na frase. Dessa forma, a maneira correta seria “Seja isso, seja aquilo”.

Outro deslize comum é confundir as frases “ir de encontro a” e “ir ao encontro de”. Embora sejam muito parecidas, seus significados não só são diferentes, como opostos – a primeira, expressa discordância, enquanto a segunda, concordância.

erros-gramaticais
Para não escorregar no português, mais do que decorar as regras gramaticais, é necessário criar o hábito da leitura.

Mas não são só esses dois exemplos que causam confusão. A Korn Traduções separou uma matéria que mostra sete erros gramaticais comuns, explicando cada um deles.

Acesse o link e conheça todos os casos: http://bit.ly/1gjWY62[:]

Korn Traduções

Korn Traduções

Agilidade, Segurança e Qualidade. CONHEÇA NOSSO PROCESSO Anexe seus documentos e escolha o tipo de serviço que deseja.

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.