Principais erros cometidos pelos brasileiros ao falar inglês

Principais erros ao falar inglês

Aprender um idioma é sempre um desafio. Entender as regras, estudar a gramática, adquirir vocabulário e se adaptar a uma nova estrutura de pensamento requer tempo. Tempo e prática. Prática, pois o aprendizado exige contato frequente com a língua. Conversas informais para falar inglês, leituras de livros, filmes sem legenda… tudo é válido para que, pouco a pouco, o cérebro vá se familiarizando com o idioma.

E, nesse processo, é comum cometer erros. Aliás, não só comum, como essencial, já que os erros são importantes para a assimilação do que é certo.

Mas engana-se quem pensa que os erros são cometidos apenas pelos iniciantes. Até aqueles com domínio avançado ou fluência da língua escorregam em algumas questões.

Um exemplo são as palavras com significados diferentes, mas pronúncias parecidas, como sheep (ovelha) e ship (navio); ear (orelha) e year (ano); beach (praia) e bitch (cadela). Nesses casos, se a pessoa não conseguir identificar a sutil diferença entre as pronúncias dessas palavras, pode ficar em uma situação bastante constrangedora ao conversar com um nativo do inglês. Aqui, também vale ressaltar os fonemas que não fazem parte do português, dificultando a pronúncia de algumas palavras em inglês, como o dígrafo th (“thing”, “think”, “thank” etc.).

Os falsos cognatos também representam um armadilha para os não-nativos. É o caso de library, que significa biblioteca, e não livraria, ou pretend, que tem como tradução a palavra fingir, e não pretender.

Ainda temos as preposições em inglês, que embora sejam tão variadas quanto em português, se tornam mais complexas pela existência dos chamados phrasal verbs, que são expressões originadas de um verbo + preposição, ganhando um significado único. Como exemplo, podemos citar break up = terminar (um relacionamento); come out = publicar; give up = desistir.

Por fim, a tradução literal também está no ranking dos erros mais cometidos por brasileiros ao falar inglês – pensar em português e traduzir ao pé da letra para o inglês pode gerar diversos problemas, já que as estruturas dos dois idiomas são consideravelmente diferentes. Além disso, há diversas expressões no português que não existem no inglês e que, ao fazer a tradução literal, chega-se a uma frase sem sentido – ou porque a tradução foi feita errada ou porque o significado da expressão só é conhecido por brasileiros.

Para evitar que esses deslizes aconteçam, é necessário muito estudo, um intenso contato com o idioma e, principalmente, não se constranger quando algo sair errado. E, quando precisar da tradução de textos, não opte pela tradução literal – conte com a tradução profissional da Korn Traduções.

erros-ao-falar-ingles
Falsos cognatos, preposições e tradução literal estão entre os principais erros cometidos por brasileiros ao falarem inglês

[:]

Korn Traduções

Korn Traduções

Agilidade, Segurança e Qualidade. CONHEÇA NOSSO PROCESSO Anexe seus documentos e escolha o tipo de serviço que deseja.

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.